Roberto Cabrini

Roberto Cabrini – perfil, idade, carreira, vida pessoal, curiosidades

Francisco Roberto Cabrini nasceu no dia 03 de outubro de 1960 em Piracicaba, no interior de São Paulo. O jornalista brasileiro ficou conhecido como repórter investigativo na televisão brasileira. Atualmente, ele apresenta o programa “Domingo Espetacular”, exibido na Record TV.

Perfil

Roberto Cabrini
Roberto Cabrini
  • Nome artístico: Roberto Cabrini
  • Nome completo: Francisco Roberto Cabrini
  • Lugar de nascimento: São Paulo
  • Data de nascimento: 3 de outubro, 1960
  • Idade: 63 anos
  • Altura: ND
  • Peso: ND
  • Signo: Libra
  • TV show: Conexão Repórter, Família Record, Domingo Espetacular
  • Filhos: Gabriela Cabrini, Roberto Cabrini Filho
  • Instagram: RobertoCabriniJornalista

Vida Pessoal

Nascido e criado em Piracicaba, cidade localizada no interior de São Paulo, Roberto é casado com Renata Estela. Da união, nasceram os filhos Roberto Cabrini Filho e Gabriela Cabrini. Sua filha seguiu os seus passos e tornou-se jornalista. Em entrevista ao Metrópolis, Gabriela contou que acompanhava o trabalho do pai de perto e, por sua influência, se apaixonou pela área. Atualmente, ela trabalha no programa “Fofocalizando” e faz participações no “Vem Para Cá”, ambos exibidos no SBT.

Em entrevista ao “Morning Show” (Jovem Pan), o paulista afirmou que é possível defender os direitos humanos e, também, ser um conservador. Segundo ele, os direitos humanos não fazem parte da bandeira da esquerda ou da direita, mas buscam defender todas as pessoas.

Carreira

Com apenas 16 anos de idade, Cabrini começou a trabalhar enquanto repórter. Na época, ele trabalhou em uma rádio e um jornal local de Piracicaba, sua cidade natal. No ano seguinte, com 17 anos, ele foi contratado pela Rede Globo na função de repórter, tornando-se o profissional mais jovem da área no Brasil.

Na TV Globo, o jornalista foi correspondente internacional em Nova Iorque. Em 1990, Cabrini sai da Rede Globo e assina contrato com o SBT. Na emissora, ele consolidou-se como jornalista investigativo, abordando um escândalo de doping na Olimpiada de Seul (1998) e realizando uma entrevista com o empresário PC Farias após descobrir o paradeiro do foragido, na época.

Outra marca registrada em sua carreira é a cobertura de cinco guerras ao redor do mundo. Em 1990, o jornalista realizou a primeira cobertura de conflitos enquanto correspondente internacional no Camboja. Em entrevista ao Memória Globo, Cabrini aponta que cobrir os conflitos foi desafiador e chegou a testar o seu equilíbrio.

Cabrini anunciou ao povo brasileiro que o icônico Ayrton Senna, piloto brasileiro de Fórmula 1, havia morrido em um acidente na Itália. Durante a cobertura, o jornalista disse uma frase que ainda paira na mente dos brasileiros: “Morreu Ayrton Senna da Silva, uma notícia que a gente jamais gostaria de dar. Morreu Ayrton Senna da Silva.”

Entre idas e vindas entre o SBT e a TV Globo, o jornalista chegou a ser contratado pela Record TV em 2009. Desde 2020, Cabrini trabalha na Record TV e vem apresentando programas de cunho investigativo, tais como o “Domingo Espetacular” e o “Câmera Record”.

Fatos e Curiosidades

  • Após a morte de Pelé, Cabrini contou em suas redes sociais que o rei do futebol salvou a sua vida. A situação aconteceu após o jornalista ter sido sequestrado por um grupo Talibã e, para salvar a própria vida, mostrou uma foto com Pelé e afirmou que o conhecia. Dessa forma, ele escapou da morte;
  • Em conversa no podcast “Inteligência Ltda.,a jornalista Mariana Ferrão conta que teve muitas brigas com Roberto Cabrini na época em que apresentavam, em conjunto, o Jornal da Band. Segundo ela, o paulista quase bateu nela porque ela não anunciou o seu crédito em uma reportagem durante a transmissão ao vivo do telejornal.
  • Ela lançou seu livro intitulado: No rastro da notícia.

Última atualização em 3 de março de 2023

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.