Olga Curado

Olga Curado – perfil, biografia, vida pessoal, carreira, e mais

Última atualização em 3 de dezembro de 2022

Maria Olga Curado nasceu no dia 16 de maio na cidade de Goiânia, em Goiás. A comunicadora brasileira trabalhou em jornais e na televisão. Atualmente, ela é reconhecida pelo seu trabalho de consultoria de imagem e comunicação para políticos e empresários

Vida Pessoal

Olga Curado perfil

Nascida em uma família tradicional no centro-oeste do país, Olga é filha de um médico e uma dona de casa. Sua vida pessoal é um mistério, mas ela sempre conta que é aikidoista, ou seja, ela pratica a arte marcial japonesa chamada “aikido” e voltada para a defesa pessoal. Na arte marcial que une o esporte jiu-jitsu e a filosofia Omoto-kyo, Olga é faixa preta de terceiro grau.

Carreira

Formada em Comunicação Social pela Universidade Federal de Goiás (UFG), tornou-se habilitada em Jornalismo no ano de 1977. Durante a graduação, foi estagiária da sucursal do Jornal do Brasil em Brasília, chegando a trabalhar com grandes nomes da área como Carlos Castelo Branco, colunista político, considerado um modelo para a jornalista.

Em 1978, a jornalista migrou para o jornal impresso “O Estado de S. Paulo”, onde cobriu as notícias dos militares enquanto repórter em plena ditadura militar. No jornal, Curado foi responsável por registrar momentos históricos da época, tais como a fala do Presidente Figueiredo em que ele afirma que prefere sentir o cheiro de cavalo a sentir o cheiro do povo e o momento em que o então Ministro da Economia, Delfim Neto, conta que o seu papel no cargo era encher a “panela do pobre”. Muitos antagonismos, não é mesmo?

No fim da década de 70, ela foi para os Estados Unidos devido a uma bolsa de estudos. No país do Tio Sam, a jornalista especializou-se no World Press Institute. De volta ao país, Curado foi para Brasília a fim de atuar como coordenadora de redação no Jornal O Globo. Em 1982, ela foi transferida para o Rio de Janeiro no mesmo cargo.

Em 1985, a comunicadora migrou da mídia impressa para a televisão à convite de Alberico Souza Cruz, diretor de telejornais na época, e assinou contrato com a TV Manchete. De volta a Brasília, ela esteve na equipe de cobertura da morte do Presidente Tancredo Neves. Na emissora, teve a assistência dos jornalistas Edson Ribeiro e Fábbio Perez para compreender o funcionamento de um telejornal.

Anos depois, assinou contrato com a TV Globo e trabalhou como editora de política, editora executiva e editora regional de telejornais da emissora. Na TV Globo, a jornalista começou enquanto editora de política no Jornal Nacional e cobriu a primeira eleição constitucional após o período militar e o debate memorável entre Collor e Lula. Já no Jornal Hoje, ela cobriu as chacinas da Candelária e do Vigário Geral com o intuito de denunciar a violência institucional relacionada aos casos.

Em 2001, Curado saiu da TV Globo e abriu seu próprio negócio. Com extensa experiência em cobertura política, ela fundou a “Curado & Associados Consultores” a fim de prestar assessoria de comunicação e imagem para políticos e empresários. Durante a carreira, já trabalhou com Jair Bolsonaro, Fernando Haddad, Dilma Rousseff, dentre outros nomes. No segundo turno das  eleições de 2022, a comunicadora foi responsável pela preparação do candidato Lula para o último debate presidencial exibido na TV Globo.

Fatos e Curiosidades

  • Olga entrou na faculdade para cursar Direito, mas se transferiu para Jornalismo sem contar aos pais. Ela guardou tão bem o segredo que eles só descobriram a formação da filha na formatura dela.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.