Eduardo Oinegue

Eduardo Oinegue – jornalista, biografia, vida pessoal, carreira, fatos e curiosidades

Eduardo Oinegue Fulfaro nasceu em 23 de maio de 1964 na cidade de São Paulo. Com vasta experiência no jornalismo impresso, Oinegue é conhecido como o âncora do “Jornal da Band”, exibido às 22hrs.

Sumário

Vida Pessoal

Eduardo Oinegue âncora

O paulistano percorreu todo o Brasil por conta do trabalho, chegando a conhecer o Recife e Brasília. No programa “Faustão na Band”, as colegas de redação Lana Canepa e Paula Valdez contam que a personalidade do jornalista é brincalhona e que ele é conhecido pelos colegas por levar guloseimas para todos, desde croquetes até hambúrgueres.

Eduardo é pai de três filhos: Marcelo, André e Marina e possui uma relação afetuosa com eles. Em entrevista, os filhos revelaram que o jornalista adora jogar tênis e sempre está com um livro.

Carreira

âncora jornalista Eduardo Oinegue

Em 1982, Oinegue entrou na graduação de Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), formando-se em 1985. Com apenas 17 anos e ainda no primeiro ano de faculdade, Eduardo começou a carreira atuando em jornais de bairro e freelancer.

Já formado em 1986, o jornalista participou do 3º Curso Abril de Jornalismo e acabou sendo contratado pela Editora Abril. Na empresa, trabalhou por cerca de 20 anos com o jornalismo impresso em revistas de negócios e economia, como a Revista Veja e a Revista Exame.

Durante a sua trajetória na mídia impressa, Oinegue começou enquanto repórter na revista Veja São Paulo. Além da Veja São Paulo, o jornalista assumiu o cargo de editor de política na Veja em Recife por quase 2 anos e encerrou a trajetória na revista atuando como sucursal da revista em Brasília. Na capital federal, Eduardo permaneceu no cargo por cerca de 24 anos, chegando a cobrir o impeachment de Fernando Collor.

A transição para a Revista Exame aconteceu por um convite de Roberto Civita. O empresário ofereceu ao jornalista o cargo de chefe de redação da maior revista de negócios no país. No cargo, o jornalista esteve em contato com diversas personalidades da área, desde estudiosos até políticos.

Em 2005, a jornalista saiu da mídia impressa enquanto jornalista e criou uma editora de anuários, a Análise Editorial, em parceria com o jornalista Alexandre Secco e Silvana Quaglio. Na editora, o jornalista vem criando publicações voltadas para o mundo de negócios, tais como, listas de personalidades jurídicas admiradas no país e perfis de executivos renomados nas áreas jurídicas e financeiras.

Em 2016, o jornalista chegou a receber um convite de Michel Temer para compor a equipe de comunicação do governo enquanto consultor político. Entretanto, Oinegue recusou o convite e enviou um plano de comunicação para o governo Temer.

No mesmo ano, Eduardo Oinegue assinou contrato com o Grupo Bandeirantes de Comunicação e passou a atuar enquanto comentarista na Rádio Band News FM e no telejornal Band News TV. Após a morte do jornalista Ricardo Boechat em um acidente de helicóptero, Oinegue assumiu a bancada do “Jornal da Band” ao lado da jornalista Lana Canepa.

Fatos e Curiosidades

  • Oinegue também atu enquanto consultor político e chegou a auxiliar Michel Temer na transição de governo.

Última atualização em 19 de novembro de 2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *